Cartola FC: time bom e barato custando 84 C$ para a 7° rodada

Salve, galera! Nosso time fez 49 pontos na rodada anterior, visto que a média nacional foi de 39 pontinhos, nossa time ainda ficou acima da média, porém nesta rodada nossa equipe espera uma melhor pontuação. Bora conferir como ficou?

Goleiro

Gatito Fernandes (Figueirense) – C$ 6,80

Recebe o Flamengo, que em seu último jogo como mandante conseguiu vencer a Ponte Preta, em Campinas, um adversário com potencial para exigi-lo. Gatito tem a quinta melhor média entre os goleiros, e está sugerindo um investimento relativamente baixo. A seu favor, também, o fato de o Figueirense não ter sofrido gol ao receber a Ponte Preta e o São Paulo, que praticamente não conseguiu jogar no primeiro tempo e pouco fez no segundo no Orlando Scarpelli. Só o Santos fez gol lá (dois) por enquanto.

LATERAIS

Matheus Reis (São Paulo) – C$ 6,08

Nos últimos seis jogos que o São Paulo disputou como mandante, saiu de campo sem levar gol em quatro, contando aí Libertadores (Trujillanos-MEX, Toluca-MEX, Atlético-MG) e Brasileiro (Palmeiras). O fato de o São Paulo não perder para o Atlético-PR desde 1983 quando mandante também pesa na escolha, além do baixo investimento, o que o torna uma aposta de pouco risco.

Artur (Internacional) – C$ 8,05

Há seis jogos o Internacional não leva gol em casa, contando aí Gauchão (São Paulo, São José e Juventude) e Brasileiro (Chapecoense, Sport e Atlético-PR). A seu favor, também o fato de nunca ter perdido na história dos Brasileirões para o América-MG em cinco jogos como mandante (3 V, 2 E). Vem de desvalorização de 16% principalmente por ter levado cartão amarelo na rodada passada. Nas últimas duas rodadas, roubou duas vezes a bola em cada partida. Tem potencial de valorização e pontuação e representa um risco moderado, já que está exigindo a grosso modo a metade do investimento que seu companheiro William (C$ 14,44).

ZAGUEIROS

Wallace (Grêmio) – C$ 6,44

Flamenguistas já param a leitura por aqui, pois o zagueiro saiu bem contestado da Gávea. Mas sejamos objetivos: para ele, o Brasileirão está apenas na segunda rodada (só disputou um jogo), e como o cartoleiro mais experiente sabe, na segunda rodada tem maior potencial de valorização quem tem maior média. Wallace tem simplesmente a maior “média” entre todos os zagueiros que estavam como “provável” no fechamento destas Dicas Econômicas do Cartola. Além disso, está com um preço muito especial para quem deve atuar em uma das melhores defesas do país, que neste Brasileirão como visitante já segurou no zero Corinthians e Atlético-MG, embora, é verdade, tenha levado quatro do Palmeiras. Viaja para enfrentar o Fluminense, em Volta Redonda. É uma aposta de risco um pouco maior porque joga como visitante contra uma equipe madura, mas são atrativos sua média e o baixo custo (como referência, seu companheiro de zaga é Pedro Geromel, C$ 21,58).

Maicon (São Paulo) – C$ 7,72

O baixo investimento é um atrativo, além dos fatos já comentados no caso de Matheus Reis (defesa sólida em casa e amplo predomínio sobre o Atlético-PR quando mandante), mas também tem a seu favor as características muito positivas de cometer poucas faltas (uma em quatro jogos, mas já levou um cartão amarelo), ser combativo nas roubadas de bola (cinco) e ter vigor físico para ir ao ataque buscar finalizações na bola parada. Seu companheiro de zaga é Lugano (C$ 12,94), que já levou dois cartões amarelos, fez cinco faltas e roubou quatro bolas.

Alan Costa (Internacional) – C$ 4,00

Há uma semana, renovou contrato com o Internacional até 2018. Só isso já dá uma grande tranquilidade para trabalhar. Vai fazer sua estreia na competição devido à ausência de Paulão pelo terceiro cartão amarelo. Praticamente não jogou o ano todo (tem dois jogos e não atua desde a primeira semana de abril). A pontuação que conseguir será sua média. Quis o destino que o momento fosse muito propício para voltar à equipe, já que recebe o América-MG, 17º colocado e que em 14 jogos como visitante no ano, conseguiu duas vitórias (Villa Nova-MG 2 x 1 no Mineiro e Bahia 1 x 0 pela Copa do Brasil). O tempo sem jogar (falta de ritmo) o torna uma aposta de risco, mas o investimento é baixo, e a possibilidade de retorno é real.

MEIAS

Bruno Silva (Botafogo) – C$ 6,30

O gol contra que marcou na derrota para o Santos afetou um pouco sua média, mas é normal perder valor quando joga fora de casa. Dificilmente fará outro e ainda deve estar cheio de vontade de virar a página com a torcida. O baixo investimento que demanda é um dos grandes atrativos, outro é o fato de já ter conseguido 19 roubadas de bola em seis partidas (nessa derrota para o Santos, conseguiu quatro). Ele é o recordista de roubadas ao lado de Márcio Araújo, do Flamengo.

Douglas (Fluminense) – C$ 6,37

Se a marca de roubadas de bola de Bruno Silva o credencia para esta rodada, o que falar de Douglas? Bruno Silva tem média de três roubadas por partida, mas a média de Douglas beira quatro (3,7). Vai ter um jogo duro contra o Grêmio e terá de se empenhar muito em campo, o que aumenta seu potencial, embora já tenha levado um amarelo e feito nove faltas para conseguir 11 roubadas de bola em três jogos. O baixo investimento protege bastante a aposta.
Deivid (Atlético-PR) – C$ 8,47

Ter feito o gol da vitória contra o Santa Cruz o encheu de moral e fez subir bastante a sua média (7,97), o que é sempre bom quando se busca valorização. Deve ter um trabalhão frente ao São Paulo, mas isso não parece ser um problema para ele: mesmo contra o Inter, fora, conseguiu três roubadas de bola. Tem nove ao todo, cinco faltas cometidas e, mais importante, nenhum cartão recebido até o momento.

Márcio Araújo (Flamengo) – C$ 10,06

Em um meio-campo tão pegador, não poderia faltar o co-líder de roubadas de bola. Mesmo na derrota para o Palmeiras, conseguiu quatro. No total, já foram 19 com apenas sete faltas cometidas. Nenhum cartão. Parece muito bem preparado fisicamente e tem se posicionado de forma bastante inteligente em campo para dar o combate e pressionar o adversário sem dar descanso. Viaja para enfrentar o Figueirense e terá muito trabalho, o que ele parece gostar bastante.

ATACANTE

Kelvin (São Paulo) – C$ 6,91

Sua velocidade é um fator que pode desequilibrar contra o Atlético-PR, embora o argentino Calleri (C$ 21,40) possa voltar à equipe tricolor. Se durante a semana Kelvin deixar o time, fazemos a substituição dele, mas o atacante tem mostrado mobilidade e muita vontade. Embora já tenha participado de seis jogos, foi nos dois em casa, como nesta rodada, que ele apareceu mais e conseguiu suas melhores pontuações. Contra o Furacão, sobre o qual o São Paulo tem ampla vantagem histórica quando mandante (13 V, 6 E, 2 D), e no Morumbi estará em um bom contexto para brilhar.

TÉCNICO

Milton Mendes (Santa Cruz) – C$ 6,82

Está exigindo baixo investimento e recebe o Santos, um visitante com baixo desempenho (conquistou 46% dos pontos disputados). Se o ataque do Santa funcionar no Arruda contra a instável defesa santista quando visitante, tem bom potencial de pontuação.
O time apresentado pode sofrer alterações até o fechamento do mercado, em função de desfalques de última hora. Fique à vontade para emitir sua opinião, fazer comparações e citar outros nomes.

Alertamos a todos que a nossa intenção não é a de sugerir um time perfeito, mas sim montar um bom time dentro das propostas do quadro. Desejamos uma grande rodada e boa sorte a todos.